segunda-feira, abril 06, 2009

uma confirmação permanente do eu

(....)
2. Talvez seja verdade que não existimos enquanto não houver quem veja que nós existimos, que não falamos enquanto não houver quem ouça o que estamos a dizer, no fundo, que não estamos completamente vivos enquanto não formos amados.

3. O que significa "o homem é um animal social"? Apenas que os seres humanos precisam dos outros para se definir e conhecer a si próprios, ao contrario dos moluscos e das minhocas. Não podemos ter uma noção correcta de nós próprios se não existirem outros para nos mostrarem como somos. "Um homem pode alcançar tudo na solidão, excepto um carácter", escreveu Stendhal, sugerindo que o carácter tem a sua génese nas reacções dos outros a nós próprios. Como o "eu" não é uma estrutura integrada, a sua fluidez requer os contornos fornecidos pelos outros. Precisamos dos outros para nos sentirmos completos, de alguém que nos conheça tão bem como nos conhecemos a nós próprios ou melhor ainda.

4. Sem amor, perdemos a capacidade de possuir uma identidade própria; com amor, há uma confirmação permanente do eu. Não admira que o conceito de um Deus que nos observa a todos seja central em muitas religiões: sermos vistos significa que existimos e tanto melhor se o observador for Deus ou alguém que nos ama. (....)

"Ensaios de amor", pag. 112

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home