sexta-feira, maio 01, 2009

..um duplicado do nosso própio problema

"Ser amado por uma pessoa é apercebermo-nos de que essa pessoa partilha as nossas necessidades, a satisfação das quais nos empurrou para ela. Albert Camus sugeriu que nos apaixonamos por pessoas porque, de fora, nos parecem em ordem, fisicamente em ordem e emocionalmente "organizadas", quando nós próprios nos sentimos dispersos e confusos. Não amaríamos se não sentíssemos em nós uma falta qualquer, mas, paradoxalmente, enfurece-nos verificar que há uma falta semelhante no outro. Cheios de esperança de encontrar uma resposta, encontramos, afinal, um duplicado do nosso próprio problema."

"Ensaios de Amor", p.56

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home