quarta-feira, abril 02, 2008

um pedaço de neve que derretia

"E Rosa percebeu de repente que se estavam a passar coisas no jardim, um pedaço de neve que derretia e escorregava de uma árvore, uma nuvem que escondia o sol e transformava tudo por instantes, a mão da miúda cheia de neve com a qual ela fazia uma bola que depois pousava no chão ao seu lado."

Pag.66

Leio. Leio. Leio devagar, fascinada. Parece que consigo tocar em cada floco de neve, e ouvir cada rumor, e sentir toda a estranheza de tudo. E andar no jardim misterioso e entrar na casa e ver a miúda que nunca tem frio e parece que mais ninguém vê. Escrever é isto.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home