terça-feira, abril 01, 2008

uma leve impressão de felicidade

"Gostava de acordar no seu quarto todas as manhãs. Uma leve impressão de felicidade no ar, como um cheiro a flores, ou a neve, em tempos imaginara que a neve tinha cheiro.
Havia qualquer coisa naquela casa que a fazia lembrar-se de livros infantis, os longos corredores e os quartos fechados, os degraus, tinha de subir três degraus para entrar em alguns quartos, e claro, tinha de descer cinco para entrar na cozinha, a cozinha de livros e de crianças, descobrira ao fundo uma porta que dava para uma cave."

pag 55

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home