quinta-feira, dezembro 15, 2005

também estou sozinha

Tinha dito, só um, já é tarde, a poesia só se pode ler devagar, tinha dito, mas depois. Depois apeteceu-me ler mais e abri o livro outra vez ao acaso, como num jogo. Abri o livro ao acaso como num jogo e li assim.



estou sozinho de olhos abertos para a escuridão. estou sozinho.
estou sozinho e nunca aprendi a estar sozinho. estou sozinho.
sinto falta de palavras. estou sozinho. estou sozinho.
sinto falta de uns olhos onde possa imaginar. estou sozinho.
sinto falta de mim em mim. estou sozinho. estou sozinho.
estou sozinho.

(p.33)



Eu também estou sozinha. Estou sozinha essas vezes todas repetidas e tornadas a repetir. estou sozinha. estou sozinha.estou sozinha. estou sozinha. também. também estou sozinha. sozinha estou. também sozinha. sozinha estou. também. sozinha, sozinha, sozinha. passo a vida a sozinhar. sozinhando vou, sozinhando ando, ando, ando, cansada de sozinhar, com saudades de sozinhar, farta de sozinhar, com vontade de sozinhar. sozinhadamente tudo se é e nada. nada. nada.

2 Comments:

At 16 março, 2007 21:30, Anonymous Anónimo said...

Looking for information and found it at this great site... film editing classes

 
At 22 dezembro, 2009 06:17, Anonymous Anónimo said...

youglobal pridor pulsating elsewhere pantheon healthacre previously mabaso explanation hobbies prospect
semelokertes marchimundui

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home